Cadastre-se e receba desconto em sua primeira compra!

Violeta Vilas Boas

As artes me movem e a dança é a forma mais literal deste impacto. O sentido deste movimento, o porquê desta expressão, sua funcionalidade, me inquieta e provoca.
Estudar Arquitetura e Urbanismo criou sentidos, abriu caminhos, possibilitou olhares curiosos – amplos – e sensibilidades críticas sobre a cidade e este mundo que nos cerca. Curiosamente, neste mesmo período, tive o primeiro contato com a ourivesaria, o que fez com que o olhar – habituado a uma escala macro – se voltasse para uma escala bem menor, para escala das pequenas partes que formam o corpo.
Este duplo olhar conduziu o estudo nas Faculdades de Belas Artes de Barcelona e de Bolonha, de modo a, por um lado, aprender mais sobre artes visuais e a figura humana, e, por outro, iniciar a pesquisa sobre as ações artísticas nos espaços públicos e sobre suas relações com a cidade e o habitante. Esta pesquisa foi continuada durante a graduação na Universidade Federal Fluminense – UFF (2008) e se desenvolveu no Mestrado em Urbanismo pelo Programa de Pós-Graduação em Urbanismo – PROURB, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (2013), e no Doutorado em Urbanismo pela Universidade IUAV de Veneza (2018), realizado em co-tutela com o PROURB-UFRJ.
Neste contínuo diálogo entre o eu e o mundo e nesta busca incessante de sentido, atuei como Arquiteta e Urbanista, enquanto funcionária pública concursada, no Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM (2011-2014). Este percurso me fez conhecer e reconhecer a riqueza das culturas e das artes – eruditas e populares – brasileiras, e me deu a oportunidade de construir coletivamente planos e ações para preservá-las e difundi-las.
O retorno à dança, com o curso técnico de Bailarino Contemporâneo na Escola e Faculdade Angel Vianna – EFAV (2018-2020), me conduziu novamente ao corpo e me aflorou expressões que são, ao mesmo tempo, singulares e conectadas. Seja no design de joias, seja no desenvolvimento de projetos artísticos e didáticos, objetividade e subjetividade, micro e macro, corpo e espaço, eu e o mundo, estão em permanente diálogo, em contínuo movimento, e dançando, muito.
×

Olá! Envie sua mensagem e responderemos o mais breve possível.
contato@violetavilasboas.com

× Posso te ajudar?